sábado, 4 de dezembro de 2010

Saudade Instantanea


Em 1973 Claudio e Morongo começaram a compor e tocar juntos, daí veio a idéia duma ópera-rock. The Who, Procol Harum e a principal influência Yes já faziam albuns inteiros encima duma narrativa operistica. Meu contato apareceu depois de um show no Teatro São Pedro onde tocaram Liverpool e outros e eu projetei meus desenhos. Me convidaram prá criar a parte visual de Eugeny história de um sonho, que eles estavam criando.
Batizei a banda com o nome de Saudade Instantânea. Em maio fizemos a estreia no São Pedro, seis dias de casa cheia, após os quais o teatro fechou. Chegou a ocorrer um incendio no quinto dia. O show era entremeado de partes em que o Paulo Buffara recitava trechos da ópera. Em outra parte subiamos todos ao palco e dançavamos uma musica pré gravada. Em todos os momentos meus desenhos ilustravam a musica. A bateria da Gata, irmã do Morongo de 13 anos tinha luz e um stencil de estrelinhas. O Buffara ficava pendurado acima da batera. Não vimos nenhuma performance da Family Dog da California, do Fillmore mas queriamos algo do estilo. Os desenhos aqui neste clip faziam parte de Eugeny, alguns da obra seguinte "O Homem". A banda eram: Morongo (teclados), Claudio (vocal, guitarra e baixo), Gata (bateria), Neno (bateria) e Maira(vocal). O tecnico de som, Carlinhos Tatsch. Escrito e narrado por Paulo Buffara.

Escute aqui a abertura com alguns dos desenhos feitos para Eugeny
http://www.youtube.com/watch?v=XaFAXF74ZnM

Nenhum comentário:

Postar um comentário